Anuncio top


Anuncio top


Legislação Qualidade de vida Saúde do Trabalho

Uma boa postura faz toda diferença

Muitas vezes por dia você entra num carro ou num transporte público, carrega uma bolsa, atende telefone segurando o gancho apoiado entre o ombro e a cabeça enquanto digita no computador ou levanta uma caixa pesada sem observar o modo correto de realizar esta atividade.

Todas estas tarefas são simples, porém, se realizadas de maneira repetitiva e inadequada, podem levar a dores bastante incômodas.

Afastamento por auxílio doença – B31
No Brasil, as dores nas costas figuram na quinta posição entre todas as causas de afastamento no trabalho.

De acordo com dados divulgados pelo Ministério do Trabalho, em 2017, foram registrados 196.754 afastamentos geral, desse número, 12.073 casos tiveram como causa a temida dor nas costas.

Norma Regulamentadora 17
Por ser uma das causas de maior afastamento do trabalho, é justamente nesse ambiente que os cuidados devem ser redobrados, com uma boa postura e a maneira correta para a execução de cada tarefa, evitando sobrecarga na coluna.

Para minimizar os riscos, empresas devem ter a preocupação de criar um ambiente organizado, que ofereça condições salubres para a realização de qualquer tipo de atividade laboral e se adapte a todas orientações da Norma Regulamentadora 17, que aborda as questões da ergonomia.

A Análise Ergonômica do Trabalho, estabelece medidas para que os colaboradores realizem suas atividades com maior conforto e segurança, garantindo qualidade de vida e visando justamente na redução dos afastamentos por doenças ocupacionais.

Quer saber mais sobre Análise Ergonômica do Trabalho, evitar afastamentos em sua Empresa e cumprir um dos eventos do eSocial com excelência? Entre em contato conosco: contato@safebr.com.br

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *