Anuncio top


Anuncio top


Destaque Segurança do trabalho

Os riscos do trabalho de garis e coletores de lixo

Os garis e coletores de resíduos sólidos urbanos estão expostos diariamente a inúmeros riscos durante o exercício da sua função. Muitas vezes, pela falta do uso de equipamentos de proteção adequados, que previnem o contato com materiais perfurocortantes e tóxicos descartados incorretamente.

A segurança destes profissionais depende tanto das empresas que os contratam quanto da população. Muito importante para o dia a dia das grandes cidades, costumam ser negligenciados e desvalorizados, aumentando ainda mais os riscos.

Incidência de riscos

Os coletores estão expostos a diversos riscos ocupacionais.

Esses riscos podem causar, além de acidentes de trabalho, doenças decorrentes da exposição diária.

Por essas razões, é muito importante implementar o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, o PPRA, conforme estabelece a Norma Regulamentadora 9, a NR 9.

Ao identificar os riscos e seus respectivos agentes que possam causar danos à saúde do trabalhador, é possível garantir condições mais dignas de trabalho.

Nestes casos, o empregador deve buscar a eliminação desta condição ou a sua diminuição a níveis aceitáveis, que pode ser feito das seguintes formas:

  • Adoção de medidas gerais que conservem o ambiente de trabalho;
  • Implementação de Equipamentos de Proteção Coletiva, os EPCs;
  • Fornecimento, treinamento e controle de Equipamentos de Proteção Individuais, os EPIs.

 

Jornadas de trabalho

A atividade de coleta de resíduos sólidos nos centros urbanos foi definida pelo Manual Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos, publicado em 2001 pelo Governo Federal. Todo o processo deve ser planejado de acordo com a quantidade de habitantes e particularidades de cada local, além de ser realizado com regularidade, sempre nos mesmos dias e horários.

A tendência dos municípios é adotar de três a quatro trabalhadores por guarnições de coleta, mas ainda é observado variações de até cinco. A quantidade de trabalho deve ser a mesma entre as guarnições, com esforço físico equivalente. O percurso estabelecido deve ser proporcional à concentração de lixo, ou seja, quanto maior a distância percorrida, menor a quantidade coletada e vice-versa.

Coronavírus

Considerado acidente de trabalho pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o COVID-19 é um risco biológico. Com o caos provocado pelo coronavírus, os garis passaram a ter ainda mais riscos em suas rotinas.

Com simples atitudes, é possível contribuir com a saúde e a segurança destes importantes profissionais. Conheça algumas delas:

  • Descarte máscaras e luvas no lixo comum ao invés do lixo reciclável. Enrole-as dentro de um papel ou plástico;
  • Faça os descartes dos resíduos de forma regular;
  • Respeite os dias e horários da coleta;
  • Para evitar vazamentos, utilize dois sacos e procure deixá-los bem amarrados.

Valorização do trabalho

Essenciais nos grandes centros urbanos, os coletores de resíduos sólidos estão expostos à inúmeros riscos. Por isso, medidas preventivas devem ser implementadas constantemente para garantir a dignidade no exercício da função.

Entre em contato com a Safe e saiba como podemos auxiliar sua empresa a proteger seus colaboradores.

 

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *