Anuncio top


Anuncio top


Saúde do Trabalho

Enxaqueca: Não é apenas uma dor de cabeça

Enxaqueca não mata, mas com certeza dificulta e muito a vida de quem sofre desse mal.

A enxaqueca é um distúrbio biológico, caracterizado por um erro bioquímico na função de certas partes cerebrais, causando a dor.

Esta vulnerabilidade à dor pode ser, em alguns casos, determinada por fatores genéticos. Há indivíduos que possuem casos na família de enxaqueca crônica e geralmente possuem uma predisposição a desenvolver o mesmo problema.

Geralmente, a enxaqueca se manifesta na adolescência e pode apresentar significativa melhora depois dos 45 anos. Devido a fatores hormonais, as mulheres são mais afetadas do que os homens.

Uma série de sintomas caracteriza esse mal, como vômitos, náuseas, aversão à claridade e barulho, formigamentos, tonturas, diarreia, e o mais característico e dramático: a dor de cabeça.

Durante uma crise de enxaqueca elas podem ser latejantes ou uma forte pressão, geralmente em apenas de um dos lados da cabeça.

Esse inferno costuma durar entre três horas e três dias. Modificações no humor e no apetite, alterações de visão como cegueira parcial, visão dupla ou embaçada, ou então a sensação de estar vendo pontos brilhantes, podem preceder essas crises.

Tratamentos

Existem dois tipos de tratamento: o sintomático e o preventivo. O tratamento sintomático é feito quando surgem dores de cabeça, medicando-se o paciente para que a dor desapareça.

Já o tratamento preventivo visa vetar o aparecimento da dor, e pode ser dividido em três tipos básicos:

– Tratamento clínico: feito à base de medicação para corrigir o distúrbio bioquímico cerebral;

– Tratamento psicológico: indicado para os pacientes em que as crises de enxaqueca são desencadeadas por situações de stress;

– Tratamento complementar: são aqueles que utilizam recursos como acupuntura, cromoterapia, meditação, reeducação alimentar, medicina ortomolecular, entre outras terapias alternativas.

A enxaqueca merece atenção total. Deve-se procurar um médico quando a dor for muito forte e acompanhada de enrijecimento da nuca, ou se for uma dor diferente do habitual, mais prolongada e mais intensa.

Inspiram cuidados ainda dores de cabeça que se manifestam durante a noite, especialmente aquelas localizadas na região dos olhos ou ouvidos e que vêm acompanhadas de febre e provocam dificuldades na fala ou na visão.

Para aqueles que já têm o diagnóstico clínico da enxaqueca, algumas dicas são fundamentais para ter mais qualidade de vida:

– Não fumar;

– Evitar o consumo de café;

– Procurar não consumir chocolates, queijo amarelo, alimentos embutidos, vinhos, carnes vermelhas e reduzir a ingestão de açúcares;

– Criar a rotina de acordar sempre no mesmo horário;

– Não pular nenhuma das refeições.

Vale ressaltar que a automedicação também pode ser perigosa, pois o uso de analgésicos pode levar a dependência e obrigará o paciente a ingerir uma quantidade cada vez maior de medicamentos para a dor, que será ainda mais frequente.

Problemas no ambiente de trabalho

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a OMS, a enxaqueca é a sexta doença mais incapacitante do mundo.

Não é à toa que esse mal contribui para um número alto do absenteísmo nas empresas. Além da dor incômoda, uma crise de enxaqueca afeta a concentração do individual em qualquer atividade, o que facilmente poderia causar um acidente de trabalho, dependendo da atividade laboral exercida dentro da empresa.

É necessário que haja atenção também por parte do trabalhador, pois muitas vezes a carga excessiva de trabalho, somado às metas e cobranças, pode ser o gatilho para que trabalhadores comecem a desenvolver esse mal.

Em 2018, o estudo internacional My Migraine Voice, realizado por uma indústria farmacêutica, revelou que 60% das pessoas empregadas e que sofrem de enxaqueca perdem em média uma semana de trabalho por mês. O Brasil fez parte dessa pesquisa, que analisou por um ano 11 mil pessoas de 31 países.

Ações de SST dentro das empresas contribuem para identificar e amenizar diversos problemas de saúde que podem ou não ter ligação com o trabalho, mas que de forma geral afetam diretamente a saúde e a produtividade de cada trabalhador.

Conte com a Safe para garantir a segurança e saúde de seus colaboradores, aumentando ainda mais seus resultados. Entre em contato agora mesmo e solicite um orçamento personalizado para sua empresa.

 

 

 

 

 

 

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *